Alinhamento Galáctico

Deixe um comentário

luz da nova era BanerO alinhamento galáctico em questão é o alinhamento do Sol no Solstício de Inverno de 2012 com o centro da Via Láctea, no Equador galáctico (linha análoga ao Equador terrestre, que divide a nossa galáxia em duas partes). Um alinhamento com estas características apenas acontece uma vez a cada 26 000 anos e coincide com o fim do calendário de Conta Longa dos maias, conforme vários estudos já o demonstraram.

Em termos de estudos maias, a Via Láctea representa a Grande Mãe Cósmica, a partir da qual toda a vida nasceu e o seu centro representa o útero cósmico. No interior do centro galáctico existe uma nebulosa região escura de pó e nuvens, semelhante a um corredor escuro, conhecido atualmente por Dark Rift e conhecido pelos maias por Xibalba Be ou Caminho Escuro.

Relativamente ao alinhamento há quem defenda que, mais precisamente, o Sol no Solstício de Inverno de 2012 atingirá um determinado ponto no fundo do Dark Rift e parecerá nascer do mesmo, do “Canal de Nascimento Galáctico”. É como se o Sol nascesse de novo do útero cósmico. Para alguns, a constelação de Cygnus é importante neste alinhamento: esta se encontra localizada no topo do Dark Rift, podendo significar o local do nascimento cósmico.

Este alinhamento representa então o Ponto Zero no relógio cósmico, marcando o início de uma nova era evolucionária. Um novo Sol nasce, um novo ano madruga, um novo ciclo galáctico começa, e há uma transformação da Terra.

Para os que temos convicção da evolução humana cíclica, mais especificamente da evolução da consciência da humanidade, este tempo na nossa galáxia é em torno de 26 000 anos, chegando a afirmar que o sistema solar se movimenta ao redor da Via Láctea em 26 000 anos… Para estes, estamos a chegando ao fim de um ciclo de 26 000 anos e iniciamos um novo a partir deste ano de 2013. Um dos seus principais argumentos é o de que, segundo os maias, no fim de um ciclo de 26 000 anos a Terra se aproxima do centro da galáxia e este processo cria uma transformação na Terra e na mente das pessoas, pois o Sol e a Terra são bombardeados por raios cósmicos provenientes deste centro galáctico. Defendem que isto está a acontecer atualmente, que estamos num período de transição para uma nova era e que esta transição é um acontecimento cósmico que envolverá todo o nosso sistema solar e Via Láctea.

Em várias culturas ancestrais, o Solstício de Inverno era comemorado: o menor dia do ano, a partir do qual a duração dos dias começa a crescer, simbolizava o início da vitória da luz sobre a escuridão. O Solstício de Inverno de 2012 é uma data com significado especial na cosmologia maia, relacionada com a Precessão dos Equinócios em relação a outros corpos celestes. Esta data pode ser um indicador de uma fase no período de transição entre eras – o processo de nascimento da nova era e o início do novo ciclo de precessão.

Portanto, já estamos na nova era. É preciso que nossos corações fiquem limpos de todo sentimento negativo que foi inculcado em nossas mentes. Somos luz! Sóis que brilham, estendendo esse calor magnífico a todos os nossos semelhantes. Somos energia! Ela deve ser pura e limpa, para poder auxiliar na completude da missão a que nos propusemos ao vir à Terra neste momento.

Encham-se de coragem Trabalhadores da Luz  e façam o trabalho que aceitaram desempenhar nesse momento de transição.

Todo amor a todos!

PREPARAÇÃO PARA 12.12.2012

Deixe um comentário

espelho universo

Será ativada em 12:12:12, em 12 de dezembro de 2012, as frequências mais altas já codificadas da Consciência Crística ao planeta Terra para sua transformação e de todos os seres.

Através do poder dos portais associados, mantidos abertos pelos Mestres de Luz no 11:11, uma nova força de Consciência Crística será disponibilizada durante essa ativação em 12:12:12.

O poder desta energia despertadora habilita cada pessoa a ter a experiência da Luz Crística no momento do Código 12:12:12.

Uma vez experimentada, aqueles que estiverem preparados não voltarão à maneira antiga de vida, pois a Luz Crística Dourada literalmente elimina do ser as frequências que não mais servem.

Transformadas pela Luz, as células despertam para a codificação incorporada por sua alma. 

Esta ativação foi mantida em suspensão até que a consciência terrena apoiasse o despertar em massa. 

Conscientização e preparação são assinaturas chave para a transformação disponibilizada pela Luz Crística. 

A hora é Agora. 

O 12:12:12 representa uma ativação do Amor Divino dentro, através e ao redor de cada um de nós. 

Quando o Amor Divino ativa os filamentos codificados de luz dentro do ser humano há uma comunhão no despertar, para uma consciência mais elevada sobre a Vida. 

Ela muda o corpo para o sistema de 12 hélices e permite a conexão das fitas de DNA. 

Isto ativa a energia sutil que une o novo sistema de 12 chakras e ocorre a sensação de renascimento tão esperada para a Unidade de todos. 

É importante saudarmos esse novo nível de consciência com respeito e honrarmos nosso compromisso com esta encarnação. 

Deixemos a Luz Crística se infiltrar em todas as nossas células e criemos uma nova força de cura que penetrará toda a consciência terrestre. 

Ao nos integramos neste alinhamento o Amor Divino em seus campos de energia ativará nosso DNA e tornar-se-á tão difundido que todo o planeta literalmente começará a mudar ao nosso redor. Seremos um ponto de luz em que os Espíritos de Amor estarão auxiliando, para que possamos auxiliar os retardatários. 

Dar início ao uso dessa nova conexão à Energia Crística trará a todos nós, moradores do planeta Terra, a Força da Luz de Cura e Compaixão. 

Usemos esta Luz Dourada de Cristo para nos fortalecer com o verdadeiro perdão e compaixão. 

Não importa o que esteja sendo falado ou acontecendo, foquemo-nos na Unidade, dentro da verdadeira Luz do Cristo. Recebendo essa energia de Amor Divino e Compaixão, que ela seja irradiada por nós para todos os habitantes do planeta. Imaginemos entrando pelo chacra do alto da cabeça, lembrando que é o chacra da coroa – uma verdadeira festa de luz! É o centro energético que está ligado com a expansão da consciência e a multidimensionalidade. Ao recebermos essa energia é preciso expandi-la em círculos que alcancem os mais próximos a nós, nossa família, aumentando o círculo para atingir a cidade onde moramos e mais e mais aumentando o círculo para atingir o país e assim até que a luz se irradie por toda a Terra, invadindo o Universo.

Que esse hábito seja criado e todos descobriremos que este é verdadeiramente um novo tempo para estar vivo. Com a ativação dessa energia de luz todo o sistema humano estará sendo reestruturado. 

O alinhamento da conexão de 12 fitas na estrutura do DNA abre o caminho para a criação do sistema de 12 chakras. 

Esta alteração de paradigma dentro do desenvolvimento do ser humano codificado começa a criar uma estrutura totalmente alinhada que opera na frequência mais alta da energia disponível agora. 

Este novo sistema de energia alinhado permite ao ser humano não somente navegar nesta nova época terrena, mas também pavimentar o caminho para os outros responderem. 

Os códigos instalados no sistema humano de energia que disparam em horas diferentes têm criado ondas de mudança nas estruturas instaladas no paradigma do velho mundo. 

Agora cada pessoa sentirá o impulso da alma para entrar em ação intencional, recuar ou escolher deixar totalmente o planeta para esperar por uma época mais desenvolvida na Terra. 

Maior evolução a níveis planetários cria novas aberturas para almas entrarem. 

Aqueles cujo DNA codificado de luz permitiu que suas frequências de luz se alterassem, agora operam numa terra multidimensional simultaneamente magnetizando outras almas. 

Um entrelaçamento de frequências de energia proporciona ao seu próprio código interno disparar em ressonância, atrair mais dos que estão preparados para despertar. 

É verdadeiramente um tempo excitante para estar vivo e todos nós que nascemos para sermos os co-criadores das novas estruturas da Terra sentiremos finalmente a nossa volta para casa. 

Isto ativará nossos centros de energia de um modo novo, criando uma profunda conexão vital com a nova Terra que está nascendo e esperando por um novo tempo onde o respeito, a ordem, a moral e o amor farão morada. 

Existem parceiros invisíveis cujo trabalho inclui nossa evolução e assistir a criação desse mundo totalmente operante que funciona numa frequência superior de Luz e Amor Divino. 

Esta é a nossa missão. Nascemos nestes tempos para isto, portanto é preciso que todos os Trabalhadores da Última Hora se apressem a entrar totalmente nesta frequência energética. Agora é a hora! 

É o verdadeiro início de uma alteração de paradigma que continuará pelos próximos anos. 

Tudo mudará. 

Se nos comprometermos com uma evolução graciosa e iniciarmos a construção das novas estruturas dentro de nosso ser, todos seguiremos o mesmo projeto. 

Na verdade sempre fomos os pavimentadores do caminho e isto ainda continuará. 

O alinhamento da energia 12:12:12 é o que tem se chamado de “Segunda Vinda”. Houve uma errônea interpretação por séculos. Esta conexão à Consciência Crística está dentro de cada um e não a chegada de um único ser iluminado ao mundo que transformará a Terra, mas sim o despertar de toda a energia espiritual evolucionária que está disponível dentro de todos os seres. Ao escolhermos com disposição a trazer para o planeta a mudança evolucionária de consciência que a Terra aguarda, ela acontecerá sem grandes tropeços. 

É a hora da escolha. 

Essa energia está carregada do Perdão Divino, proporcionando a cura de todas as feridas antigas. Nosso trabalho é receber a cura aceitando o perdão pelos erros que acreditamos ter cometido. 

A luz do Amor Divino vai saturar todas as estruturas antigas que construídas ao redor da ideia de vergonha e indignidade, derrubando crenças erradas que nos foram inoculadas, assim como, derrubando instituições construídas sobre bases não verdadeiras. 

Um reconhecimento de que existem outras dimensões que se fundem e coincidem com a sabedoria antiga e com a Verdade iluminada penetrará as consciências. 

Fiquemos abertos para receber os ensinamentos que ressoam fundo em nosso ser. Pela onda da consciência em elevação, será preciso grande coragem para manter firme nossas crenças. 

Em 12 de dezembro de 2012, a Ativação 12:12:12 é uma ancoragem de tudo que esperávamos como sendo verdadeiro dentro de nossas almas. 

Eis uma prece para assistir a ativação:

 

Presença Divina, 

Durante a ativação da energia 12:12:12, eu convido o Amor Divino e a Luz Dourada ativos na Consciência Crística para fluírem graciosamente através de mim e se ancorarem na Terra.

Eu agora peço por uma conexão despertadora dentro do meu DNA ao Amor Divino, a Compaixão e a Luz da Fonte Suprema para as 12 fitas do DNA dentro de mim, criando a hélice completa de Luz que ativa meu sistema de 12 chakras. 

Peço pelo alinhamento de minha Alma a todo Amor Divino e Luz que eu possa receber para o bem da minha evolução e da evolução da Terra nesta época. 

Eu convido a assistência dos Anjos, Arcanjos, Mestres e todos os Espíritos de Luz que trabalham para o meu despertar para estarem comigo neste processo. 

Que todos os seres despertem para seu Potencial Divino e tragam a presença do Amor Divino para seus corações. 

Que mais Graça flua através de todos nós para abençoar este planeta. 

Que a Terra seja honrada de um novo modo que permita nosso lindo planeta prosperar. 

Que todos os corações sintam as dádivas desta Presença Amorosa dentro deles para que a Paz possa prevalecer na Terra. 

Obrigado, Deus, por isto e por todas as nossas bênçãos. 

Que assim seja!

Seu reencontro com o seu Ser Universal

Deixe um comentário

VIAJANTES-DO-UNIVERSOSomos Seres Universais, portanto não há preconceito dentro de nossa consciência, por isso qualquer caminho que leve à Consciência Divina será sempre o caminho certo.

Para que possamos alcançar nossa conexão e fazer a grande transição é necessário que façamos mantras, que são palavras e sons divinos que nos conectam com o Ser interior, Deus em nós. São sons mágicos que abrem as portas de nosso coração, nos permitindo ter acesso ao nosso próprio tesouro interior. Ao ser que sempre existiu, além das crenças e preconceitos agora existentes. Somos nós verdadeiramente a imagem e semelhança do Criador

Através de muitas meditações profundas e experiências interiores, os Mestres ascencionados absorveram, ouviram e desenvolveram uma série de sons poderosos, os mantras, que ao serem repetidos silenciosamente, ressoam no nosso ritmo individual e transformam nossa vida nos alinhando com a paz interior.

Esses sons foram sistematizados em sânscrito, um idioma universal e sagrado direcionado para a auto realização, apropriado para orar e fazer conexão com Deus.

O mantra é como uma linguagem que você usa para falar de forma silenciosa com seu Eu interior, sua Alma. O mantra tem o poder de acalmar a respiração e isto traz serenidade, concentração e controle da mente. Tem um padrão vibratório que ao ser entoado internamente eleva a nossa própria vibração.

O mantra Om é o som primordial de onde surgiu o Universo e os mestres ascencionados nos trouxeram o maior deles, para que pudéssemos evoluir e ascencionar.

Om Namah Shivaya

Existem muitos outros mantras, mas esse é o mantra Om Namah Shivaya (em sânscrito), que significa: “Eu honro Deus que habita em mim”. Logo quando o repetimos constantemente ele entrará em nosso ser e fará com que busquemos nossas raízes verdadeiras de Seres Universais. Essa louvação ao Deus que nos habita traz a felicidade, amor, alegria e Ele mora em todos nós. Essa meditação eliminará pensamentos negativos, trazendo equilíbrio e paz interior e a total proteção espiritual.

É um mantra que acalma as agitações da mente subconsciente e sua repetição mental ou oral nos eleva dos níveis inferiores de consciência para níveis mais profundos e calmos. Sua repetição equilibra nossos chakras, as rodas de energia em nosso corpo sutil, e cria como um escudo de luz à nossa volta nos protegendo e redimindo de nossos erros.

Vamos praticar

Para praticar é preciso fechar os olhos por um momento, sentar confortavelmente numa cadeira, apoiando os pés no chão e as mãos com as palmas sobre as coxas. O silêncio completo. Ter a percepção da entrada do ar pelas narinas e de sua saída naturalmente. Faça três respirações inspirando longamente, exalando mais devagar do que inspira. Isto ajuda a acalmar medos, estresse, tensões.

Agora deixe a respiração ficar bem natural, involuntária. Apenas a observe. Permita que a respiração seja livre e suave.

Ao inspirar repita mentalmente Om Namah Shivaya, ao expirar Om Namah Shivaya.
Sinta-se bem confortável, sem fazer nenhum esforço para parar seus pensamentos.
Apenas observe que um pensamento surge, vai embora e outro aparece.
Sem lutar com sua mente, que dispersa para lá e para cá (o que é muito natural acontecer), quando puder, lembre-se do mantra e sintonize-o com sua respiração.

Você pode também repeti-lo silenciosamente como se estivesse falando mentalmente várias e várias vezes, aquietando assim sua mente e mergulhando para dentro, em níveis mais e mais profundos, conectando-se com a consciência do seu Ser interior.

Medite por uns quinze minutos e sinta como essa prática renova, revitaliza, descansa, acaba com a ansiedade e inquietude.

Repita também mentalmente esse mantra em suas atividades diárias, ao se alimentar, no computador, ao caminhar, no seu lazer e no seu trabalho. E, desta maneira, você purifica sua mente, limpa pensamentos negativos e pode assim ter mais vigilância e força interior para escolher pensamentos positivos.

Com a prática da meditação diária, você se liberta de culpas, cobranças e conflitos. Você transcende a raiva, suas limitações, padrões mentais negativos que aprisionavam você. Você começa a reconhecer o seu verdadeiro Eu Interior em uma pessoa mais confiante, mais feliz e tranquila.

Supere a ideia de que você é ocupado demais e não pode dedicar, todos os dias alguns instantes, para se conectar com sua Alma. Faça seu doce autoesforço e tenha perseverança em suas práticas. Com certeza, você terá bons resultados, e muitos frutos virão de suas meditações. Transforme seu mundo e evolua para dimensões superiores!

Passar pelo Portal de Kadisha

Deixe um comentário

        • “Os Cedros são os monumentos naturais mais célebres do universo. A religião, a poesia e a história igualmente os consagrou. São seres divinos sob forma de árvores.” Lamartine, poeta francês, século XIX.

 cedrus-libani

 

 

 

 

 

Nas encostas de Bsharri está localizada a famosa região dos Cedros conhecida como Os Cedros de Deus e nomeada devido a antiga árvore da região que é o símbolo do Líbano e de suas civilizações antigas. Está localizada ao redor de 1950 metros de altitude e fica a cinco minutos de carro de Bsharri. Sua marca mais famosa é a Floresta de Cedros que contém por volta de 300 exemplares, a maioria entre 1000 e 2500 anos de idade. A região dos Cedros foi mencionada muitas vezes na Bíblia, e foi com essas árvores que o rei Salomão construiu e decorou seu Templo em Jerusalém. Além disso, a madeira dos cedros era usada pelos Faraós egípcios dentro de suas Pirâmides (notadamente Khufu) para decorar passagens secretas para suas tumbas.

A palavra Kadisha é Siríaca e significa “Santos” ou “Santificação”: O idioma Siríaco é uma língua antiga da Igreja Católica Maronita no Líbano; Ainda é usada na Liturgia. Inclusive foi o nome da primeira esposa de Maomé. Devido a sua natureza montanhosa e rochosa, Bsharri e as regiões próximas serviram durante séculos- do VII ao XVIII d.C.- como perfeito refúgio para os Maronitas que escaparam para essa região para evitar uma conversão forçada ao Islamismo,notadamente durante a ocupação Mameluca(Mamluk) no Líbano.

Simbolicamente para passarmos pelo Portal de Kadisha, que na realidade terrena é a Floresta dos Cedros no Líbano e foram as árvores que Salomão construiu o Templo de Jerusalém, assim também como foi o nome da primeira esposa do profeta Maomé, é preciso que mudemos nosso paradigma mental e espiritual.

Nesse sentido é que recorremos aos mantras.

A palavra MANTRA provém do Sânskrito, o idioma sagrado da Índia antiga, e seu significado etmológico deriva da raíz MAN e do sufixo TRA. MAN por sua vez deriva da palavra MANAS que significa mente. e TRA deriva da palavra TRANA, que significa controle. Assim, mantra é a combinação de sons que proporciona o controle da mente, nos sintoniza com a freqüência do amor, nos traz recolhimento e tranqüilidade.

O mantra é uma oração cósmica ou vibração sonora cósmica.

O Sânskrito é considerado a língua mãe da humanidade. Sua gramática é elaboradíssima.

Os mais antigos textos sagrados: os quatro Vedas, os Upanishades, os Puranas, os épicos Ramayana e Mahabharata, Bhagavad-gita e muitos outros, são escritos em Sânskrito. Uma característica única desse idioma é que uma vasta porção de seu vocabulário é constituído de palavras que expressam, com extrema precisão, os esotéricos e intrincados conceitos referentes à espiritualidade e Transcendência. Nenhuma outra língua no mundo tem tal afinidade com os assuntos espirituais.

As escrituras sagradas da Índia apontam que os mantras surgiram há mais de dez mil anos atrás, a partir da revelação de um dos principais livros sagrados, o Rg Veda.

A palavra Rg provém de rich, que significar cantar, celebrar. Sendo assim, o Rg Veda é composto de cânticos dedicados a Agni, o Deus do Fogo.

O mantra é uma composição de palavras de natureza exclusivamente espiritual, sem nenhuma conotação secular. Essas palavras possuem a potência intrínseca de atuar diretamente na consciência da pessoa. Devido à sua natureza puramente espiritual, o mantra tem o poder de elevar a consciência da pessoa, do nível material ao espiritual. Na consciência espiritual, a consciência individual conecta-se com a Transcendência.

Podemos nos conectar com tais planos de consciência superiores basicamente de duas maneiras. Primeiramente, desenvolvendo-se uma potencialidade específica intrínseca da natureza humana, a intuição espiritual, ou como normalmente é designada, a fé. Quando a fé está consubstanciada num intelecto purificado e forte, as possibilidades de se captar insights da Transcendência são ilimitadas. A conexão da consciência individual com a Transcendência é feita a partir da meditação, da oração, da reflexão, da contemplação e, também, do doar-se.

Outra possibilidade de conexão com a Transcendência é através da prática de MantraYoga. Essa prática pode ser sonora ou mental. A grande virtude do mantra é que o próprio som do mantra é investido de poder para desvendar e revelar realidades concernentes a planos de consciência superiores. É afirmado nas escrituras védicas que os nomes que designam a Divindade têm o poder, embutido na própria palavra, de revelar essa Divindade à consciência individual.

A repetição sistemática do mantra é, comprovadamente, um eficaz exercício para as funções mentais. Esse é o efeito mais tangível da prática de Mantra-Yoga.

O mantra abre os canais da consciência para percepções supra-sensoriais e sintoniza a consciência com níveis vibratórios superiores.

Isso ocorre simultaneamente em duas vias: emissão e recepção. A emissão de vibração sonora mântrica, através de ação individual consciente e deliberada, faz com que a mente e a consciência, como um todo, vibre na mesma freqüência espiritual do mantra. Por sua vez, essa vibração espiritual emitida irá atrair uma vibração espiritual arquetípica, de mesma freqüência, presente no éter.

Por fim, a prática do mantra causa uma revolução no coração. Os mais refinados sentimentos de amor a Deus (o Grande Espírito), que podem fazer “amolecer” os corações mais duros, são os “efeitos colaterais” do mantra. Muitas pessoas, hoje em dia, geralmente com certa escolaridade, mas carentes de cultura espiritual, desenvolvem uma atitude fria, indiferente, crítica e, até, cínica, com respeito à espiritualidade. A tendência é desdenhar a consciência religiosa, considerando-a meramente sentimental e piegas. A idéia de Deus é tida como algo concebido pela mente humana. Considera-se que a fé é um mecanismo mental vicioso para compensar alguma carência psíquica. Com isso, a vida em nosso plano de existência perde todo o caráter sagrado. O próprio fenômeno da consciência e do milagre da vida são tratados com a mesma metodologia mecanicista e reducionista usada na manipulação dos fenômenos e elementos físicos grosseiros. Essa maravilhosa criação cósmica fica reduzida a um fluxo aleatório de forças exclusivamente materiais, sem nenhum vínculo com a Transcendência. Dessa forma, pela prática do mantra pode-se reverter radicalmente esse quadro. É o que denominamos anteriormente a “mudança de paradigma”. Uma nova visão de mundo passa a enfocar mais as maravilhas do fenômeno da vida, assim como a realidade de Deus e nossa vivência nEle. A vida passa a ter um significado, assume uma nova dimensão. O meio ambiente, por mais adverso que seja, deixa de implacavelmente influenciar a consciência. A consciência desperta, superando assim o perigo da alienação, ignorância e auto-destruição. Olha-se sempre para frente, do passado, só os ensinamentos derivados das experiências. A morte, que normalmente é tida como o terror da vida, passa ser o marco de uma renovação super-auspiciosa, fim de um ciclo e começo de um outro, melhor. Por fim, no coração acende-se a chama beatífica do amor ao Grande Espírito, a máxima conquista da existência terrena.

Essa é a verdadeira passagem pelo portal de Kadisha. O ser humano dá o salto quântico necessário para evoluir até a próxima dimensão, juntamente com a evolução que o planeta Terra vem sofrendo.

A transição do Ser Humano para Anjo Humano já está ocorrendo aceleradamente

Deixe um comentário

 

Albert Einstein afirmou: “A religiosidade dos sábios consiste em se espantar e se extasiar diante da harmonia das leis da natureza, revelando uma inteligência tão superior que todos os pensamentos humanos e todo o seu talento não podem desvendar. Esse sentimento desenvolve a regra dominante de sua vida, de sua coragem, na medida em que supera a escravidão dos desejos egoístas”.

 

Somos seres sensíveis e temos a total característica, já evoluída, para prever, diante dos presentes dias que estamos vivendo, que algo está para acontecer.

Na verdade o inconsciente coletivo do planeta está ciente dessas coisas, mesmo porque são informações que estão sendo veiculadas no mínimo desde o tempo de Jesus sobre a Terra, o que significa que não é nada novo. A novidade é que somos nós que estarmos vivendo esse processo na atualidade.

Neste passo, precisamos nos interrogar do por que estarmos aqui neste momento?

Para respondermos intimamente a essa pergunta basta recorrer às profecias. Reportemo-nos  ao exemplo de Jesus que profetizou a destruição do Templo de Jerusalém, ocorrida por volta do ano 70 d.C, muito depois da morte de Cristo. Na ocasião em que ele e os apóstolos admiravam a beleza do Templo, quem poderia prever que o mesmo viria a ser completamente destruído, 40 anos depois?

Como no tempo de Noé, assim acontecerá na vinda no final desta Era. Pelos acontecimentos atuais já estamos vivendo o cumprimento delas. Jesus disse que quando chegassem esses tempos, estaríamos vivendo normalmente.  Como nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e dava-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Conforme descrito em Mateus, 24.

Os cientistas e estudiosos, analisando com aparelhos modernos rochas, camadas sedimentares, fósseis, fundo do mar, geleiras, migrações de aves e animais, fotos tiradas pelos satélites, etc., chegaram à conclusão de que a  Terra é muito mais antiga do que se imaginava. Calcula-se a idade da Humanidade em milhões de anos, segundo Charles Berlitz. Diante disso sabemos que a Terra já teve várias transformações. Isso não é novidade.

Assim os ciclos de Renovação da Terra decorrem dessa descoberta, e do estudo detalhado delas, concluíram que a Terra sofreu pequenas e grandes alterações durante esses milhões de anos em seu eixo, ora vertical e ora inclinado, em seu sentido de rotação ( já girou no sentido horário e anti-horário), na polarização Norte e Sul, e até na ordem de sua localização em relação ao Sol e quanto à existência de seu atual satélite, a Lua.  Além disso, sabe-se hoje que a Terra já passou por inúmeros ciclos. E as determinantes dos ciclos são catástrofes, que produzem grandes alterações, destruindo civilizações como a da Lemúria, e mais recentemente, a da Atlântida. Essas catástrofes provocaram renovação e teoricamente evolução. Os estudiosos místicos denominam de RENASCIMENTO, que parece ser justamente esse o objetivo da natureza. Ou a lei de Lavoisier “ Nada se cria, tudo se transforma”.

Qual a necessidade dessa renovação da Vida?

Talvez e, possivelmente, a manipulação da energia de forma irresponsável e suas possíveis consequências. Segundo estudos, os atlantes eram tão tecnicamente adiantados que conseguiam até manipular a mente das pessoas através de um misterioso “raio”. Possuíam engenharia genética tão avançada que faziam experimentos onde produziam seres resultados do “cruzamento” entre homens e animais ou aves, produzindo escravos através desses “cruzamentos”. Há quem diga que o Minotauro é um desses casos. Além disso, os atlantes eram adiantadíssimos na captação e no uso de energias. Captavam e acumulavam energia através de pirâmides, dos cristais.

Hoje estamos novamente manipulando energia para tudo, inclusive para cura de doenças, com a possibilidade de o homem viver muito mais e um delírio onírico de perpetuar a vida física.

Todo conhecimento necessita de muita responsabilidade para que não causar danos ao planeta ou à evolução do ser humano.  O desequilíbrio gera consequências nefastas. Conhecimento e responsabilidade precisam caminhar juntos.

As prováveis causas que  podem gerar o fim deste ciclo:

•O degelo da camada polar provocaria um aumento considerável nos mares, provocando submersão de terras e emersão de outras. A vida continuaria e a renovação seria geral.

•O impacto de um asteróide ou coisa parecida, como o que provocou o fim da Era dos Dinossauros, por exemplo, muito embora a vida tivesse continuado de forma renovada.

•A simples retificação do eixo terrestre, cuja inclinação pode ter provocado o afundamento da Atlântida, poderia provocar um abalo e modificações profundas na superfície terrestre.

Os cientistas e pesquisadores se inclinam a pensar na possibilidade do perigo vir do Espaço, do Cosmos: através de fotografias de satélites foi que se descobriu, sob as areias do Deserto do Saara, o antigo leito do Rio Nilo, da época em que ele desembocava no Oceano Atlântico. Onde se situa esse deserto hoje, é que se deduz que se situava o Jardim do Éden, de que a Bíblia fala. O deslocamento que gerou essa grande alteração pode ter sido provocado por um cometa ou planeta que passa próximo à Terra, com intervalos regulares de milhares de anos e que, se passa longe, nada acontece conosco, mas quando passa perto provoca catástrofes. A NASA lançou dois telescópios no espaço e os cientistas procuram localizar esse corpo celeste, e pensam em destruí-lo antes que faça maiores estragos.

Por outro lado, a simples retificação violenta, instantânea, do eixo da Terra, prevista pelo grande e saudoso astrônomo Carl Sagan, pode provocar ondas de mais de 600 metros de altura. Neste caso, o arquiteto e vidente brasileiro Luís Scorteci de Paula disse que São Paulo estaria protegida pela Serra do mar, que tem 1000 metros de altura. Mas essa retificação também provocaria deslocamentos de placas tectônicas, desaparecimento de continentes, alagamento de zonas baixas… Como já vimos no tsunami, na Ásia, nos últimos dias de dezembro de 2004. Ou Nova Orleans, mais recentemente.

Como o propósito da vida é a evolução consciente os ciclos são necessários para passarmos a novo estágio de consciência e nosso planeta evoluir de planeta de provas e expiação para o de regeneração. Assim sairemos de nosso primitivismo na administração do planeta e passaremos a respeitá-lo mais, como também respeitar nosso próximo, como já deveríamos estar fazendo.

Dessa forma será apenas o fim de uma Era e não o fim do Mundo.

Assim a responsabilidade pessoal de criar boas energias dentro de nós através de pensamentos, emoções e atitudes que promovam a união e a paz poderá suavizar essa passagem e nos dar chances de estarmos evoluindo juntamente com o planeta.

Portanto é preciso extirpar de nosso íntimo antagonismos, falta de compreensão, intromissão e tantos outros defeitos que tornam a vida em sociedade um peso muito grande. Toda essa bagagem negativa precisa ser esvaziada completamente, mesmo que achemos difícil essa tarefa.

Os aquinhoados e evoluídos, com mais sensibilidade,  percepção e inteligência, precisam ajudar aos demais emitindo ondas mentais positivas para que a egrégora criada no planeta se dissolva ou amenize.

Precisamos adquirir a visão da águia, que vê a realidade de vários ângulos e de grande altura. E como o ser humano é um ser social, vivemos com muito mais alegria quando vivemos em compreensão e paz.

Ano da renovação – 2013

Deixe um comentário

Aproxima-se o ano da renovação. Use sua sensibilidade, disciplina e extrema afetividade. O sucesso virá como consequência desse seu comportamento e receberá enormes doses da felicidade que sempre buscou. Neste ano busque apertar seus laços familiares e lastrei-se de amizades verdadeiras, sem objetivar lucros ou ganhos materiais e será bem sucedido. O sucesso virá em consequência de seus bons sentimentos.

Caso tenha vínculos familiares fortes sua possibilidade de ocupar posições de destaque em qualquer cenário como líder, mentor intelectual e fazedor de mudanças importantes se farão sentir em várias áreas da sociedade humana.

Seja um conciliador, negocie conflitos e tenha a colaboração do Universo na busca pela paz mundial, mesmo que seja um conflito apenas ao largo de seu local de residência ou trabalho. Essa onda de amor alcançará todos os recantos da Terra.

Em 2013 será exacerbada a energia que emana de cada ser humano – onda pensamento – e responderá na união familiar.

O ano de 2013 será o momento esperado por todos. A grande mudança da raça humana. Aqueles que estiverem preparados darão o grande salto evolutivo.

Busque conhecer verdadeira e cientificamente o Universo e compreenda os mistérios da natureza, porém tenha em mente que a ciência reprimiu a prática do pensamento criativo, livre e descomprometido com quaisquer chavões de irrealidade. A evolução faz parte da existência humana, e desenvolver um temor doentio que outras compreensões da vida e das coisas possam trazer à espécie humana, levou a maioria dos cientistas e céticos a pratica de uma de que o saber não insere nada além da realidade material em que estamos restritos. Cognominam ignorância acreditar num saber maior e mais amplo.   

Porém o ano de 2013 retirará totalmente esse poder de manipulação sobre a raça humana criado por uma “Ciência”, inventada apenas com a intenção de manter como escravos os espécimes humanos viciados pelo consumismo de objetos produzidos pelas indústrias, como se sem eles fosse impossível viver e ser feliz.

Na verdade o indivíduo vai se descobrir capaz de avanços importantes dentro de si mesmo e começará a aprender e a desenvolver recursos ou “sentidos”, além da audição, olfato, tato, visão material (através dos olhos) e paladar. Finalmente o ser humano descobrirá que pode reinventar sua própria história de vida com o seu pensamento positivo ou negativo. Na verdade esses poderosos recursos ficaram adormecidos dentro de cada um a milhares de anos, inclusive sob a batuta dos que emitiam opinião e formavam convicção.

Você descobrirá que pode se autocurar, pode ler pensamentos, pode distinguir a energia das pessoas com quem convive, pode se teletransportar. Enfim os sentidos deixarão de ser paranormais para tornarem-se normais. Essa é a realidade! Deixaremos de ser escravos de uma minoria, que se diz dona do saber e do conhecimento.

Será um ano no qual as pessoas de bem continuarão seu trabalho de virar a mesa, aprendendo, cada vez mais, enfrentar aqueles que pensam conseguir continuar vencendo através do Mal. Não seja bonzinho e ingênuo, vá aprendendo a ser Guerreiro do Bem e da Luz e um novo tipo de sociedade humana surgirá, que mais adiante será exaltada nos livros de Filosofia, Sociologia e História. Surgirão grandes homens que mudarão o mundo. O Mal está sendo extirpado pelo Bem.