Ainda é tempo!

Concitamos, aqueles que estão na caminhada à busca do Divino e da regeneração. Que todos possam caminhar conosco na melhoria do planeta. Ainda é tempo de despertarmos nossas consciências adormecidas para as coisas de Deus Misericordioso. Os homens progridem com lentidão, mas daqui para a frente usaremos a energia amorosa para atuarmos sobre a mente de cada irmão que estiver disposto a permanecer no orbe azul e auxiliar no desenvolvimento espiritual de nossa morada.

É incansável a atividade dos espíritos de luz neste momento tormentoso, em que os Céus permitiram que dos confins do Umbral muitos espíritos renitentes tivessem a oportunidade santa da reencarnação, para que pudessem alcançar a glória da regeneração. Essa elevada falange espiritual se mobiliza sobre a Terra para defender aqueles que têm o intento real da transformação, portanto aproveitemos o instante maravilhoso e a ajuda especial que estamos recebendo e caminhemos para a transformação de nossos defeitos tão arraigados. Deixemos para trás o homem velho, desvestindo a carapaça do ódio, da mágoa, do descrédito, do ceticismo que nos enfranqueceu durante milênios, desde os primórdios do Cristianismo.

Não olhemos para trás. Tudo que ficou e que fizemos de errado já não cabe nesse momento. Perdoemo-nos e perdoemos os que nos ofenderam. Não sejamos qual a mulher de Ló que avisada para não olhar para trás, quando da destruição de Sodoma e Gomorra, não conseguiu esquecer os desvarios e a crítica àqueles que enegreceram a energia plasmática daquelas cidades e se perdeu, como fala a Bíblia, tornando-se uma estátua de sal.

Vivamos o agora de forma pura, limpa e amando nosso próximo. Em especial aqueles que estão ao nosso lado. A caridade começa em casa. Não há como amarmos outrem que está distante de nosso convívio se não soubermos aceitar aqueles que caminham ao nosso lado e entendermos nossas diferenças, aceitando-as com respeito e amor. Esse é o exercício primordial para que alcancemos a cada dia nossa melhoria espiritual. Posteriormente iremos abarcando em nossos braços de amor os demais irmãos da humanidade. Não adianta fugir de nossas responsabilidades, mesmo que nos pareçam acerbas e tormentosas. Elas foram aceitas por nós ao nos prepararmos para esta encarnação. 

Não poupemos esforços para ajudar nosso irmão. Aquele que passa pelo nosso caminho e nos solicita os préstimos de uma palavra, um auxílio alimentar ou de vestimenta, esta é nossa missão e deve ser amplamente cumprida com o coração pleno de alegria, porque Jesus nos proporcionou a oportunidade de ajudar.

O que acharíamos nós se ao invés de estarmos na posição de prestadores de serviços estivéssemos na posição de pedintes. Portanto, não resmunguemos pela oportunidade de crescer. Assim também não resmunguemos pelo fato de estarmos liberando carmas passados através da doença. Afinal quando causamos o mal ao próximo o primeiro a adoecer é nosso perispírito, ou nosso corpo causal, como entendem muitos. Posteriormente a doença irá se somatizar no corpo material. Não importa que seja nesta ou em encarnações pretéritas o mal causado, por isso não choraminguemos quando a doença nos acometer. Aceitemo-la também como oportunidade de aprendizado e de limpeza de nossos erros e desmandos do passado.

A cada momento que nos deixarmos abater pela depressão e pela negação da doença e da dor, lembremos o calvário vivido por Jesus Cristo, que nada devia e que nós, talvez encarnados naquela época fossemos os seus algozes. Afinal não estaríamos aqui até este momento, num aprendizado mais acentuado se não tivéssemos muitos erros a serem resgatados. Esta foi a época em que solicitamos dar  o nosso testemunho da amor. Caminhemos corajosamente, modificando nosso comportamento ainda defeituoso, solicitando a misericórdia do Cristo Jesus.

Que o amor de Cristo esteja sempre entre nós!  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s